CRÓNICAS NOS DIÁRIOS DESPORTIVOS

Record20082018O dérbi algarvio com o Louletano foi o jogo em destaque da Serie D  na edição impressa do  “Record”, com crónica e fotografia que também foram publicadas no SITE desse diário desportivo.

As únicas partes que não foram reproduzidas na versão digital do jornal foram as declarações dos dois treinadores. Ivo Soares considerou que «o adversário só foi superior no jogo aéreo e pelo que fizemos merecíamos outro resultado».

Já o treinador forasteiro considerou que a sua equipa dominou desde os 25 minutos e que merecia a vitória.

Já o jornal “A Bola”, que publica breve análise a todos os jogos do Campeonato de Portugal juntamente com todas as fichas, escreveu o seguinte: «Grande reação do Louletano ao golo sofrido, com as duas equipas a marcarem nos momentos de supremacia que tiveram.»

Anúncios
Publicado em Uncategorized

OLHANENSE, 1 – LOULETANO, 1

SCOLOU201819_LB.jpg

Estádio José Arcanjo, em Olhão
Árbitro: Jose Gorjão (AF Setúbal)

OLHANENSE: João Azul; Ivan Silva (Atabu, 60′), Miguel Campos, Thawan e Leonardo Lelo; Erick (Sekou, 63′) e Tiago Barros; Leandro, Leleco e Lucas Salinas; Kim Yea-il (Caleb, 71′)
Treinador: Ivo Soares
Suplentes não utilizados: Ricky Gomes (GR), Fábio, Nilson e Rodrigo

LOULETANO: Caio; Zambujo, Chabá, Yuran Lopes (Ivo Nicolau, 45′) e Lucas Franco; Hugo Faria, Joseph Amoah, Rogério Mesquita e Gonçalo Cristina (Rodrigo Macedo, 70′); Thiago Nonato e Marocas (Mailó, 45′)
Treinador: Fernando Pires “Fanã”
Suplentes não utilizados: Bruno Lúcio (GR), Diogo Marques, Ricardo Alves e Afonso Calvinho

Amarelos: Tiago Barros (17′), Rogério Mesquita (32′), Miguel Campos (68′), Zambujo (69′) e Ivo Nicolau (83′)

GOLOS:
1-0 por Kim Yea-il (29′)
1-1 por Rogério Mesquita (81′)

Publicado em Uncategorized

DOMINGO HÁ DÉRBI COM O LOULETANO

cartazSCOLOU201819

Cartaz da partida

O Olhanense faz este Domingo pelas 17h00 o seu primeiro jogo oficial em casa na presente temporada, depois do desaire na jornada inaugural frente ao Pinhalnovense. O adversário será o Louletano, que venceu o Casa Pia na primeira partida do campeonato.

A equipa de Loulé conta com dois atletas que actuaram de rubro-negro na época passada, Ivo Nicolau e Mailó, e Hugo Faria que jogou em Olhão por empréstimo da União de Leiria em 2005/06, numa campanha em que estivemos muito perto de conseguir a subida ao escalão maior do futebol português.

Também o técnico do nosso adversário de Domingo, Fernando Pires (mais conhecido por “Fanã” no mundo do futebol) passou pelo José Arcanjo, na temporada 2000/01. Curiosamente era ele o timoneiro rubro-negro quando Ivo Soares teve a terceira e última passagem como jogador pelo Olhanense. O então guarda-redes regressou a Olhão a meio da referida época, oriundo do Imortal de Albufeira, e estreia-se no último jogo da primeira “volta”, numa vitória sobre o Casa Pia por 2-0, sendo o titular até final dessa campanha.

Pouco tempo depois Fernando Pires deixou o comando da equipa, sendo substituído por Sá Pereira (apesar do seu adjunto Pedro Miguel, hoje na Oliveirense, ainda ter orientado o Olhanense durante duas jornadas, interinamente).

No que se refere a confrontos directos com o Louletano, em termos históricos a rivalidade com este nosso vizinho cresceu principalmente no final dos anos oitenta e durante a década seguinte, quando o emblema louletano passou a disputar a Zona Sul do antigo escalão secundário e depois na 2.ª Divisão B.

Desde a nossa subida à 2.ª Liga em 2003/04 e até ao início da época transacta, as duas equipas só se defrontaram em jogos amigáveis ou torneios promovidos pela AF Algarve. Em 2017/18 ambos os dérbis terminaram com triunfos nossos, ambos pela margem mínima (1-0). No José Arcanjo o golo foi apontado por JEFFERSON ENCADA (naquela que foi também a sua estreia como sénior) e no Municipal de Loulé foi LELECO quem decidiu, com uma execução espectacular.

Publicado em Uncategorized

THAWAN MARCOS JÁ ESTÁ INSCRITO

Ivo Soares já poderá contar com mais um jogador inscrito, Thawan Marcos, indisponível na semana passada pois aguardava a chegada do certificado internacional. Este central brasileiro fez vários jogos de pré-época como titular ao lado de Miguel Campos, mas na jornada inaugural foi o guineense Sekou quem ocupou o lugar.

Frente ao Pinhalnovense o júnior João Correia (que ocupa essa posição no terreno e que já na temporada passada também trabalhou com o plantel principal), foi convocado mas acabou por ficar de fora. No banco ficou como alternativa para o lugar o experiente brasileiro Erick, que pode actuar tanto no meio-campo como no eixo da defensiva.

O plantel tem ainda outra opção, o jovem brasileiro Wellington Aquino, que na época passada era júnior do Marítimo Olhanense e que actuou várias vezes pela equipa principal.

Publicado em Uncategorized

NOITE DO FADO VADIO (26.ª EDIÇÃO)

cartaz fado vadio 2018

Imagem | Publicado em por

CAPA DO JORNAL DO CLUBE (15 DE AGOSTO)

capaJornalSCO15agosto2018

Imagem | Publicado em por

PINHALNOVENSE, 2 – OLHANENSE, 0

PINSCO201819.jpg

A formação rubro-negra não se estreou da melhor maneira em provas oficiais na temporada 2018/19. O resultado final ficou estabelecido no primeiro tempo, em que entrámos com o bloco baixo, jogando na expectativa.

O Olhanense só alterou o seu modo de jogar após sofrer o segundo golo, na sequência de uma grande penalidade em que a equipa de arbitragem não “pestanejou” em assinalar… e poucos minutos depois faria vista grossa a um lance gritante sobre Leleco na área adversária.

A reacção rubro-negra começou antes do intervalo e durou praticamente a etapa complementar na íntegra, com destaque para os nossos jovens atletas a conseguirem criar alguns lances interessantes e que de certeza no futuro nos trarão melhores resultados.

Lelo, Rodrigo e Leandro, que faziam parte parte da equipa de juniores da época passada (os dois primeiros ainda podem alinhar nesse escalão…) deram boas indicações naquele que foi a sua estreia oficial como seniores.

PINSCO201718_cw1.jpg

FICHA DO JOGO:
Campo do Juncal, na Moita
Árbitro: Diogo Coelho (AF Lisboa)

PINHALNOVENSE: Pedro Carvalho; Pedro Caeiro, Alain Pilar, Miguel Ângelo e João Pinto; Tiago Feiteira, Gonçalo Reyes, Martim Águas (Carlitos, 90’+04′) e Bruno Grou (João Bandeira, 83′); Canina (Zang, 90′) e Diego Zaporo;
Treinador: Ricardo Cravo
Suplentes não utilizados: Paulo Ribeiro (GR), Leandro Cabral, Fei He e Bin Rao

OLHANENSE: João Azul; Ivan Silva, Miguel Campos, Sekou e Leonardo Lelo; Atabu (Kainã, 45′) e Tiago Barros; Leandro, Rodrigo (Kim Yea-il, 58′) e Lucas Salinas (Dongwook Lee, 77′); Leleco:
Treinador: Ivo Soares
Suplentes não utilizados: Ricky Gomes (GR), Erick, Nilson e Caleb

Amarelos: Tiago Barros (42′), Martim Águas (65′), Bruno Grou (72′), Gonçalo Reyes (80′), Tiago Feiteira (89′) e Ivan Silva (90’+03′)

GOLOS:
1-0 por Tiago Feiteira (21′)
2-0 por Martim Águas (27′) de grande penalidade

Publicado em Uncategorized