ÚLTIMO JOGO OFICIAL DA ÉPOCA É NO DOMINGO

Publicado em Uncategorized

LORENZO GALASSI «É PARA MANTER»

Segundo a edição impressa do jornal “O Jogo”, o Olhanense pretende manter Galassi «nas suas fileiras», e destacam que em Oliveira de Azeméis marcou o quarto golo da época, sendo o terceiro de livre directo.

Noutro diário desportivo, “A Bola”, o italiano também é destaque de uma notícia breve, onde se pode ler que falhará o último encontro do campeonato devido a castigo.

Publicado em Uncategorized

ÚLTIMA JORNADA É NO DOMINGO PELAS 17h00

Já é conhecida a hora e o dia da partida da última jornada da 2.ª Liga no José Arcanjo. Assim, a recepção ao já despromovido Atlético será no próximo Domingo pelas 17h00.

Também já é conhecido o nome do árbitro nomeado, trata-se de Ioan Vasilica, da AF Vila Real.

Publicado em Uncategorized

FALECEU O NOSSO ANTIGO GUARDA-REDES BARROCA

Faleceu José Pedro Barroca da Silva, antigo guarda-redes do nosso clube, aos 77 anos. Segundo notícia no site do jornal A BOLA, Barroca foi «encontrado sem vida na quinta onde vivia e transportado para o Hospital de Faro, onde aguarda por autópsia. Os dados preliminares apontam para causas naturais».

Antigo internacional júnior que fez a formação nas camadas jovens do Benfica, representou o clube encarnado até meio da década de sessenta, onde era o habitual titular da equipa de reservas, “tapado” na equipa principal por Costa Pereira.

Esteve depois sete épocas no Sporting e cumpriu as últimas quatro épocas da sua longa carreira no Algarve, primeiro em Faro e depois em Olhão, de 1972 a 1974. De rubro-negro sagrou-se campeão nacional da 2.ª Divisão (curiosamente na única época em que alinhou nesse escalão), sendo o titular em quase todas as partidas, incluindo a final da competição.

Faria a sua última época oficial em 1973/74, com 37 anos, dividindo a titularidades da baliza do Olhanense com Arnaldo.

Aos familiares e amigos, enviamos as nossas sentidas condolências.

Publicado em Uncategorized

OLIVEIRENSE, 1 – OLHANENSE, 3

Estádio Carlos Osório, em Oliveira de Azeméis.
Árbitro: Ricardo Lourenço (AF Portalegre)

OLIVEIRENSE: Hélder Godinho; Fazenda (Patrick, 56′), Ângelo Meneses (Bru, 44′), Sérgio e Bruno Simão; Guima, Zé Pedro, Renan (João Paulo, 66′) e Rui Lima; Pedro Oliveira e Carlitos;
Suplentes não utilizados: João Pinho (GR), António Oliveira, Yero e Rafa
Treinador: Artur Marques

OLHANENSE: Svedkauskas; Rodrigo António, Diakhité, Balla e Coubronne; Galassi e Giraldo; Murilo (David Viana, 80′), Mastroiani (Adilson, 51′) e Femi Balogun; Ponce (Martin LK, 74′);
Treinador: Cristiano Bacci
Suplentes não utilizados: Ricardo Ribeiro (GR) e Renato Marques

Amarelos: Galassi (15′), Sérgio (17′ e 58′), Guima (27′), Pedro Oliveira (73′), João Paulo (76′), Rui Lima (78′), Patrick (85′), Adilson (85′) e Coubronne (90′)
Vermelho: Sérgio (58′)

GOLOS:
1-0 por Rui Lima (16′), de G.P.
1-1 por Galassi (19′)
1-2 por Murilo (54′)
1-3 por David Viana (88′)

Publicado em Uncategorized

APENAS DEZASSEIS JOGADORES DISPONIVEIS

Segundo a edição impressa do jornal “O Jogo” de hoje, Cristiano Bacci apenas tinha dezasseis atletas disponíveis para a última deslocação da época, dadas as várias ausências devido a castigos e problemas físicas. Eis a lista dos convocados:

Guarda-redes: Ricardo Ribeiro e Svedkauskas
Defesas: Diakhité, Faye Balla e Coubronne
Médios: Renato, Giraldo, Rodrigo António, Galassi e David Viana
Avançados: Ponce, Murilo, Mastriani, Martin LK, Femi Balogun e Adilson

Publicado em Uncategorized

RUBRO-NEGROS TENTAM QUEBRAR “ENGUIÇO”

O Olhanense joga em Oliveira de Azeméis, frente a um adversário que, nos últimos anos, só tem conseguido derrotar em Olhão (por duas vezes em jogos a contar para a 2.ª Liga, e uma para a Taça da Liga).

No seu reduto a Oliveirense venceu-nos por três vezes, e a essas derrotas há a juntar ainda um quarto desaire, para a Taça de Portugal, em 2011/12, disputado em Santa Maria da Feira (para que o jogo pudesse ter transmissão televisiva nocturna).

As duas equipas têm-se defrontado regularmente, mas antes disso só por uma vez em cerca de cinco décadas, jogaram entre si, foi em 1994/95 para a Taça de Portugal, e vencemos no José Arcanjo por 2-1.

O primeiro embate histórico foi na longínqua temporada 1945/46, e logo na ronda inaugural da 1.ª Divisão vencemos no Padinha por 8-1. Na segunda volta conseguimos aquela que é, até à data, a primeira vitória no terreno deste oponente, por 3-2.

Recorde-se que em 1946 o Olhanense conseguiu a sua melhor classificação de sempre no campeonato nacional, o quarto lugar, e na época anterior tinha sido o finalista vencido da Taça de Portugal.

Publicado em Uncategorized