A ÚLTIMA ENTREVISTA DE FERNANDO CABRITA

Clique para aumentar

Clique para aumentar

O estado de saúde de Fernando Cabrita já não era o melhor nos últimos tempos, e pelo que conseguimos apurar uma das mais recentes aparições públicas foi em ABRIL DE 2011, quando foi um dos convidados de honra no jantar do 99.º aniversário do nosso clube.

Por essa altura concedeu uma entrevista à revista da AF ALGARVE (clicando na hiperligação poderá descarregar a publicação completa), de Maio de 2011, que agora reproduzimos com a devida vénia, e que ao que tudo indica foi mesmo a sua última entrevista.

Publicado em Uncategorized

OLHANENSE JOGA AMANHÃ EM ALMANCIL

Segundo informação recolhida na imprensa desportiva, uma formação do Olhanense (provavelmente constituída por atletas menos utilizados) joga esta Quarta-Feira pelas 17h00 na partida de apresentação do Almansilense.

Este jogo de carácter amigável é o pontapé de saída para os dois dérbis algarvios que se avizinham, ambos no José Arcanjo: Sábado, pelas 15h00, frente ao Quarteirense (para a Taça de Portugal) e na Quarta seguinte, pelas 20h30, frente ao Farense (para o campeonato).

Publicado em Uncategorized

FALECEU CABRITA, UM DOS MELHORES DE SEMPRE

Faleceu um dos maiores vultos da história rubro-negra e um dos maiores futebolistas do seu tempo, Fernando Cabrita, que representou o nosso clube entre 1942 e 1951.

Era interior direito ou avançado-centro no famoso quinteto atacante na década de ouro do Olhanense. Chegou à selecção principal enquanto ao nosso serviço, e mais tarde jogou nos franceses do Angers e no Sporting da Covilhã, actuando também como defesa e médio com igual brilhantismo, segundo as crónicas da época.

Natural de Lagos, onde nasceu a 1 de maio de 1923, chegou a Olhão com apenas 19 anos, depois de se destacar no Esperança. Com a nossa camisola jogou nove temporadas no escalão maior do futebol português, fez parte da equipa que chegou à final da Taça de Portugal e que conseguiu a melhor classificação de sempre no campeonato, o quarto lugar.

Teve também uma longa carreira de treinador, cujo ponto alto foi a selecção nacional, liderando a comissão técnica que obteve o brilhante terceiro lugar no Europeu disputado em França em 1984. Passou também por vários clubes, esteve vários anos no Benfica como adjunto e como treinador principal também, e foi ainda campeão em Marrocos, ao serviço do Raja de Casablanca.

Aos familiares e amigos deixamos os nossos sentidos pêsames.

Publicado em Uncategorized

ORIENTAL, 0 – OLHANENSE, 2

O Olhanense regressou aos triunfos com a primeira vitória em terreno alheio e assim ascendeu ao oitavo lugar da classificação, a quatros pontos do da segunda posição e a cinco do líder.

Bazzoffia marca o segundo golo rubro-negro (FOTO: Chris Wright)

Bazzoffia marca o segundo golo rubro-negro (FOTO: Chris Wright)

Estádio Engenheiro Carlos Salema, em Lisboa
Árbitro: Manuel Mota (AF Braga)

ORIENTAL: Mota; Tiago Rosa (Miguel Paixão, 23′), Hugo Grilo, Daniel Almeida e João Pedro; Tiago Mota, Valdo Alhinho (Pedro Alves, 45′), Tom e Leonel; Henrique (Balllack, 45′) e Roncatto;
Treinador: João Barbosa
Suplentes não utilizados: Janota (GR), Seidi, Yago e Córdoba

OLHANENSE: Tiago Maia; Duarte Machado, Ubay Luzardo, Diakhité e Pedrelli; Semedo, Diogo Melo (Femi Balogun, 74′), Celestino (Rui Duarte, 45′) e Rodrigo António: Buval e Bazzoffia (Vitor Bastos, 90′ + 04′);
Treinador: António Conceição
Suplentes não utilizados: Svedkauskas (GR), Murilo, André Pires e Mastriani

Amarelos: Valdo Alhinho (36′), Henrique (40′), Buval (71′) e Pedrelli (79′)

GOLOS:
0-1 por Semedo (08′)
0-2 por Bazzoffia (30′)

Publicado em Uncategorized

DIAKHITÉ E SVEDKAUSKAS FORAM CONVOCADOS

Depois de uma pré-época algo atribulada, em que esteve a contas com um processo disciplinar, Diakhité estreia-se agora na convocatória, tal como o Svedkauskas, que entra par ao lugar de Dida Pompeu. Os sul-americanos Mastriani e Giraldo regressam aos escolhidos, numa lista que não pode contar com os lesionados Nuno Diogo, Regula e Gonzalez Prado. Eis os nomes:

Guarda-redes: Tiago Maia e Svedkauskas
Defesas: Duarte Machado, Pedrelli, Vítor Bastos, Ubay Luzardo, André Pires e Diakhité
Médios: Celestino, Semedo, Diogo Melo, Rodrigo António, Giraldo e Rui Duarte
Avançados: Femi Balogun, Murilo, Buval, Bazzoffia, Mastriani e Jorman Aguilar

Publicado em Uncategorized

RUBRO-NEGROS JOGAM DOMINGO EM MARVILA

Artigo publicado hoje no "Record"

Artigo publicado hoje no “Record”

Na próxima jornada há um reencontro de “históricos” do futebol português, que não se encontravam no mesmo escalão há onze épocas. Foi em 2003/04, quando o Olhanense então comandado por Paulo sérgio venceu a Zona Sul da antiga 2.ª Divisão B.

No José Arcanjo vencemos por 4-0 (golos de Rui Loja, Edinho, Livramento e Alberto) e em Lisboa também conquistámos os três pontos, com uma vitória por 2-1 (golos dos dois centrais, Lameirão e Xavier).

O Oriental já jogou em Olhão este ano para a Taça da Liga, e venceu por 3-1, e actualmente encontra-se com menos dois pontos do que os rubro-negros da tabela classificativa do campeonato.

Publicado em Uncategorized

CRÓNICAS DA PARTIDA NOS DIÁRIOS DESPORTIVOS

Jornal "A Bola"

Jornal “A Bola”

A partida que acabou com uma derrota no último minuto frente ao União da Madeira foi classificada de má qualidade pela maioria da imprensa desportiva.

À esquerda encontra-se uma digitalização da crónica no jornal “A Bola”, e no site do RECORD pode ler-se que «quando o jogo parecia destinado, de forma justa, ao 0-0, “em cima” apareceu Calé, que tinha sido aposta de Vítor Oliveira aos 57, a decidir».

Publicado em Uncategorized