FALECEU O EX-JOGADOR JOÃO PARRA

parraOlhão e o Olhanense estão de luto pela morte de um dos seus grandes desportistas, João Parra. Abaixo transcrevemos o comunicado do nosso emblema:

«O nosso clube está de luto pelo falecimento de um dos seus mais emblemáticos jogadores, João Teófilo Salério Parra, aos 83 anos. Avançado das valorosas equipas das décadas de 50 e de 60, foi um dos seus mais destacados elementos, chegando a internacional júnior enquanto nosso atleta.

A Direcção e todos os Corpos Sociais do Sporting Clube Olhanense, envia as sentidas condolências a toda família enlutada e, em breve, prestará a devida homenagem a um dos seus melhores futebolistas de sempre.»

O funeral será na próxima TERÇA-FEIRA, dia 7.

Parra jogou de rubro-negro de 1954 a 1968 (percurso interrompido apenas devido ao serviço militar, altura em que representou o FC Luanda em Angola), e ainda no Mineiro Aljustrelense e no Marítimo Olhanense, segundo se pode ler no blog ANTIGAS GLÓRIAS DO FUTEBOL ALGARVIO E ALENTEJANO.

Em 1961 fez parte da equipa do Olhanense que subiu à 1.ª Divisão, mas só se estreou nesse patamar em Janeiro de 1964 (devido ao serviço militar obrigatório), num jogo no Padinha frente ao Seixal. Volvidas duas jornadas fez o primeiro golo no escalão principal frente à Académica de Coimbra, também num jogo em casa, e marcaria mais 5 nessa época desportiva.

Em 1955, juntamente com o seu colega Nuno Agostinho (natural da Fuseta e também já desaparecido), foi convocado para a selecção nacional de SUB18, para disputar o Torneio Internacional de Júniores em Itália. Foi exactamente a 7 de Abril em Livorno, frente à equipa da casa, que se estreou. Teve como colegas, além de Nuno, nomes como o guarda-redes Barroca (mais tarde também ele jogador do Olhanense) ou o futuro internacional AA José Augusto (bi-campeão europeu pelo Benfica e um dos “Magriços” no Mundial de 1966).

selecaojuniores1955

João Parra na selecção nacional de júniores (o quinto em cima, a partir da esquerda)

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.