OLHANENSE, 2 – AMORA, 2

78232728_10159431122447468_1058969331230048256_o

Não correu da melhor maneira o segundo jogo da época no Municipal para o Olhanense, que antes do quarto de hora de jogo estava a perder com um golo na sequência de um pontapé de canto.

Contudo, a formação rubro-negra reagiu da melhor maneira e, com um bis de Hassan, deu a volta ao marcador. Reencontrados com o nosso melhor futebol, os nossos jogadores arrancaram para uma exibição segura e, por várias vezes, poderiam ter aumentado a vantagem.

Por infelicidade, e também pela grande exibição do nosso antigo guardião Cléber, não conseguimos chegar ao terceiro golo e, como se costuma ouvir na modalidade que nos apaixona, quem não marca normalmente sofre, e foi o que aconteceu em cima do apito final, novamente na sequência de um canto.

FICHA DO JOGO:
Estádio Municipal de Olhão:
Árbitro: Carlos Espadinha (AF Portalegre)

OLHANENSE: Rodrigo; Carlitos, Muscat, Rafael Tavares e Lelo; Caleb (Fábio, 81′), Tiago Jogo, Leleco e Diogo Martins (Sapara, 69′); João Vasco e Hassan (Guilherme, 86′).
Treinador: Vasco Faísca
Suplentes não utilizados: Ruben Dionisio (GR), Joshua,Edu Pinheiro e Suleiman

AMORA: Cléber Santana; Bruno Saraiva (Tiago Duque, 86′), Tiago Correia, Roberto e Rúben Freire; Pedro Dias e Rafael Santos (Abel Joshua, 77′); Mauro Antunes, Luís Elói e Moussa Cissé; Muacir (André Velez, 45′);
Treinador: Tuck
Suplentes não utilizados: Tiago Santos (GR), Rodrigo Monteiro, João Delgado e Lino Rosado

Amarelo: Luís Elói (36′), Sapara (77′), Cléber Santana (90’+05′), Rúben Freite (90’+06′) e Fábio  (90’+06′)

GOLOS:
0-1 por Roberto (12′)
1-1 por Hassan (31′)
2-1 por Hassan (57′)
2-3 por Abel Joshua (90’+02′)

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.