OLHANENSE, 5 – FABRIL DO BARREIRO, 0

73423431_10159295345072468_7415930183858782208_o

Vitória robusta da nossa equipa frente a uma das equipas dos últimos lugares da tabela (após esta jornada passou mesmo a ostentar a chamada “lanterna vermelha”) que começou a ser construída bastante cedo em jogada individual de Sapara.

João Vasco aumentou a contagem à meia hora de jogo e, perto do intervalo, Hassan concluiu uma grande penalidade apontada por Caleb de modo criativo (ver vídeo AQUI).

Pouco depois um atleta forasteiro foi expulso, o que originou uma segunda parte com ritmo mais baixo, mas João Vasco e Hassan voltaram a marcar, estabelecendo o resultado final como a maior vitória de sempre do Olhanense frente a este adversário (que na década de 70 nos chegou a derrotar por 7-2 e 6-1).

FICHA DO JOGO:
Estádio José Arcanjo, em Olhão
Árbitro: João Branco (AF Portalegre)

OLHANENSE: Rodrigo; Carlitos, Muscat, Joshua e Lelo; Caleb, Tiago Jogo (Guilherme, 56′), Leleco (Edu Pinheiro, 56′)e Sapara; João Vasco e Hassan (Diogo Martins, 71′)
Treinador: Vasco Faísca
Suplentes não utilizados: Ruben Dionisio (GR), Rafael Tavares, Gonçalo Duarte e Fábio

FABRIL DO BARREIRO: João Marreiros; Edi Tavares, Juliano, João Salas e Hugo Graça; Jorge Iguarán (Tiago Matos, 88′), França, Celestino e Márcio Dieb (Valter Dias, 67′); Edson Castro e Bruninho.
Treinador: Filipe Romão
Suplentes não utilizados: Rafael Lopes (GR), Pedro Pereira, Ivan Reis, Tomás Alves e Bruno Modesto

Amarelos: Tiago Jogo (‘), Edson Castro (42′), Muscat (45’), Leleco (47′), João Vasco (51′), Carlito (73’9 e Brunho (89′)
Vermelho: França (44′)

GOLOS:
1-0 por Sapara (05′)
2-0 por João Vasco (31′)
3-0 por Hassan (42′)
4-0 por Hassan (63′)
5-0 por João Vasco (68′)

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.