OLHANENSE, 5 – 1.º DE DEZEMBRO, 0

SCO1DEZ201819lb1.jpg

Samon Reider Rodriguez abriu a contagem

Entrada a todo o gás do Olhanense, que já é o melhor ataque da Serie D com 66 golos, muito fruto da dinâmica e velocidade imprimida pelos nossos dianteiros.

Por volta do quarto de hora de jogo já vencíamos por duas bolas a zero, com golos de Rodriguez e Sapara, sendo que o nigeriano bisou perto do intervalo.

Após o reatamento dois suplentes aumentaram a vantagem: o jovem brasileiro Fábio fez o quarto a meia hora do final e Tiago Barros, em cima dos noventa minutos, fechou a contagem.

FICHA DO JOGO:
Estádio José Arcanjo, em Olhão
Árbitro: José Gorjão (AF Setúbal)

OLHANENSE: Cléber Santana; Filipe Brigues, Yuran, Muscat e Lelo; Caleb, Leleco (Tiago Barros, 65′), Tiago Jogo e Sapara (Fábio Pereira, 59′); Reider Rodriguez e Stevy Okitokandjo (Hassan, 78′)
Treinador: Vasco Faísca
Suplentes não utilizados: Gonçalo (GR), Miguel Campos, Elisson e Leandro

1.º DE DEZEMBRO: Tiago Mota; Marco Meireles (Yair Castro, 75′), Romário Carvalho, Gustavo Benjumea e Lisandro Menezes;
Ibrahima Baldé (Leonel, 65′), Mário Dias e Miguel Oliveira; Sèrge Brou (Rodrigo, 87′), Luisinho e Edmar Silva;
Treinador: Bruno Álvares
Suplentes não utilizados: Sandro Benjamim (GR), Oumar Fary, Diogo Marques e Pedro Carneiro

Amarelos: Romário Carvalho (30′), Yuran (49′) e Gustavo Benjumea (50′)

GOLOS:
1-0 por Rodriguez (14′)
2-0 por Sapara (16′)
3-0 por Sapara (38′)
4-0 por Fábio (62′)
5-0 por Tiago Barros (90′)

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.