PARTIDA DECISIVA EM PINA MANIQUE

A formação rubro-negra, se quiser continuar a sonhar com os lugares de subida, terá forçosamente de vencer a próxima partida em Lisboa, no terreno do Casa Pia (pelas 16h00), e esperar por um deslize do Oriental na deslocação aos Açores, frente ao Operário.

Na primeira volta, quando os “gansos” jogaram no José Arcanjo, estavam em vantagem na tabela classificativa com mais quatro pontos, e agora a situação inverteu-se, sendo o Olhanense a ter essa mesma vantagem pontual. Em Olhão a vitória sorriu-nos por 3-0, com golos de Galassi, Leleco e Parreira.

As duas equipas não se encontravam no mesmo escalão desde a temporada 2002/03, altura em que vencemos por 1-0 no Estádio Pina Manique, em partida da 29.ª jornada da Zona Sul da antiga 2.ª Divisão B. O nosso golo foi apontado pelo então Fábio Felício (que voltou a representar as nossas cores durante a primeira metade desta época), de grande penalidade. Na baliza lisboeta estava outro jovem que é hoje é bastante conhecido, Beto, actual guardião dos turcos do Goztepe e internacional AA por Portugal.

pic_casapia3132

As duas equipas no jogo disputado em Lisboa para o Campeonato de Portugal em 1932

Este duelo é um verdadeiro reencontro de históricos, cujo primeiro embate oficial remonta à década de trinta e ao antigo Campeonato de Portugal. Em 1931/32 as duas equipas defrontaram-se nos oitavos de final. Na primeira “mão”, a 15 de Maio de 1932, a nossa equipa venceu em Lisboa por 2-1 (com golos de José Carlos Delfim e de José Bengala), confirmando a superioridade uma semana depois, em Olhão, com expressivo triunfo por 5-1.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.