FALECEU HERCULANO FERNANDES

herculano.jpg

FOTO: AGFAA

A família rubro-negra ficou mais pobre, pois faleceu um dos seus grandes nomes, Herculano Fernandes, figura incontornável das nossas equipas na década de oitenta.

Sucedeu no Sábado passado, apesar da notícia só ter vindo a público já no Domingo e na imprensa escrita de hoje. Segundo se pode ler no site do RECORD, o antigo jogador e treinador sofreu um acidente vascular cerebral em Olhão, e «foi transportado de urgência para Lisboa, mas acabou por não resistir».

Herculano nasceu na Guiné Bissau há 61 anos, tendo chegado a Portugal para estudar medicina em Coimbra, conforme se pode ler na entrevista em 1986 ao “Jornal do Algarve”, reproduzida pelo blog AGFAA.

No seu país de origem representava o Benfica de Bissau e por cá na temporada 1978/79 fez parte do plantel principal da “Briosa”, que nessa altura disputava a 1.ª Divisão com a denominação Clube Académico de Coimbra. Estreou-se no escalão principal numa partida frente ao Famalicão, segundo o site FORA DE JOGO.

Jogou depois no “Os Marialvas”, na 3.ª Divisão, e no Oliveira do Bairro, na Zona Centro da antiga 2.ª Divisão. Na temporada 1983/84 chega a Olhão, juntamente com o seu colega de equipa o avançado brasileiro Toninho.

Alinhou de rubro-negro durante seis temporadas consecutivas, fazendo parte da equipa que transita do pelado do velho Padinha para o relvado do José Arcanjo. Chega a “capitão” da nossa equipa e, aos 32 anos, passa a jogar no Lusitano de Vila Real de Santo António.

Na cidade pombalina permanece três anos, numa delas ainda faz 34 jogos na época de estreia da Divisão de Honra, a actual 2.ª Liga. Regressa ao Olhanense em 1992/93, já com 36 anos, e no ano seguinte “pendura as botas” ao serviço do Sambrazense, na antiga 3.ª Divisão nacional.

plantel200102.jpg

O plantel de 2001/02, a última ocasião em que Herculano fez parte da equipa técnica do plantel sénior rubro-negro (o segundo na fila do meio, a contar da esquerda)

Seria depois também treinador no Olhanense e noutros emblemas da região. No nosso clube trabalhou nas camadas jovens e como adjunto da formação principal onde, por algumas vezes, chegou a orientar a equipa interinamente.

Foi também o treinador da nossa primeira equipa B, em 2000/01, transitando na época seguinte para a equipa técnica dos séniores (imagem acima), liderada por Horácio Gonçalves. A última experiência a orientar uma equipa, pelo que conseguimos apurar, foi em 2012/13, ao serviço do Algarve United, depois do SL Fuzeta e do Lusitano de Vila Real.

Formou-se em Educação Física e era professor na nossa região, continuando a residir em Olhão. O seu filho, Vasco Fernandes, formado nas camadas jovens rubro-negras, é o actual “capitão” de equipa do Vitória de Setúbal, que já publicou uma NOTA DE PESAR pelo falecimento do pai do seu atleta.

Aos familiares e amigos enviamos as nossas sentidas condolências. O funeral realiza-se AMANHÃ.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.