PORTIMONENSE, 3 – OLHANENSE, 2

PSCSCO201617anaborralho

FOTO: Sul Informação

A descida e o último lugar já ninguém tira ao Olhanense, mas para a história ficará também que nos dois jogos frente ao rival Portimonense perdeu ambos pela diferença mínima e com polémica à mistura.

Na primeira “volta”, quando a nossa equipa ainda sonhava ainda conseguir pelo menos lutar pela manutenção foi-nos anulado um golo que as imagens televisivas confirmaram ter sido legal.

Desta feita, em manhã de festa solidária na cidade barlaventina, o jogo foi bem disputado e, curiosamente, a formação rubro-negra esteve muito perto de chegar ao empate, mesmo tendo jogado mais de meia-hora em inferioridade numérica.

Perto do intervalo, quando a equipa da casa vencia por 2-1, o árbitro não assinalou uma clara grande penalidade a nosso favor, mas logo após o reatamento não teve dúvidas em conceder um castigo máximo muito duvidoso contra nós.

Daí resultou o terceiro golo e a expulsão por duplo amarelo para Gerevini, por protestos. Logo de seguida Jorman Aguilar ainda reduziu, e até final até podíamos ter empatado.

FICHA DO JOGO:
Estádio Municipal de Portimão
Árbitro: Rui Oliveira (AF Porto)

PORTIMONENSE: Ricardo Ferreira; Zambujo, Ivo Nicolau, Brendon e Luís Mata (Gleison, 25′); Fidelis (Gustavo, 75′), Paulinho, Tabata e Manafá (Buba, 70′); Ewerton e Pires;
Treinador: Vítor Oliveira
Suplentes não utilizados: Carlos (GR), Ryuki, Chidera e Hudson

OLHANENSE: Skowron; Coubronne, Pedro Eira, Gerevini e Pedro Albino; João Oliveira (Virga, 82′), Sori Mané e Edgar Abreu; Aldair (Gonzalez Prado, 85′), Salim Cissé (Ademola, 78′) e Aldair;
Treinador: Bruno Saraiva
Suplentes não utilizados: Rodolfo (GR), Carlos Freitas, Kiki e Jaadi

Amarelos: Tabata (45′), Skowron (54′), Gerevini (54′ e 55′) e João Oliveira (63′) Vermelho por acumulação: Gerevini (55′)

GOLOS:
1-0 por Tabata (10′)
1-1 por Coubronne (22′)
2-1 por Gleison (32′)
3-1 por Pires (55′) de G.P.
3-2 por Jorman Aguilar (57′)

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.