PENAFIEL, 4 – OLHANENSE, 0

pensco201617zerzero

Fotog-galeria disponível no site “Zero Zero”

Numa altura crucial da temporada, depois de uma exibição muito boa frente ao líder da prova (o resultado negativo foi bastante enganador), o Olhanense deslocou-se ao terreno de um adversário que não vencia há cinco jogos.

Entre lesões e rescisões o técnico Bruno Baltazar (cuja recuperação pontual e serie de jogos sem perder tinha sido elogiada unanimemente entre adeptos e imprensa especializada) teve a rica prenda de começar o ano com apenas dezasseis atletas disponíveis, sendo dois deles juniores.

O resultado? A maior derrota da temporada, contando também com os primeiros doze jogos com Cristiano Bacci no leme, em que só conseguimos amealhar um ponto.

FICHA DO JOGO:
Estádio 25 de Abril, em Penafiel
Árbitro: Bruno Paixão (AF Setúbal)

PENAFIEL: Coelho; Luís Dias, João Paulo, Diouf e Daniel Martins; Romeu Ribeiro (César, 83′), André Fontes, Rafa Sousa e Wellington; Fábio Fortes (Fidelis, 73′) e Gonçalo Abreu (Fernando, 78′);
Treinador: Paulo Alves
Suplentes não utilizados: Ivo Gonçalves (GR), Paulo Bessa, Djibril e Hélio

OLHANENSE: Léo; Carlos Freitas (Doudou Mangni, 65′), Pedro Eira, Gerevini e Tiago Duque (Redolfi, 45′); Sori Mané e Galassi; González Prado (Pedro Albino, 78′), Edgar Abreu e Jorman Aguilar; Salim Cissé;
Treinador: Bruno Baltazar
Suplentes não utilizados: Evtimov (GR) e Fabrício

Amarelos: Gerevini (48′), Aguilar (61′) e César (86′)

GOLOS:
1-0 por Fábio Fortes (11′)
2-0 por Wellington (35′)
3-0 por Rafa Sousa (65′)
4-0 por Redolfi (69′), N.P.B.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.