50.º ANIVERSÁRIO DA MORTE DE LUCIANO FERNANDES

luciano_agfaaO Olhanense promove, esta tarde, uma romagem ao cemitério de Olhão, como especial homenagem pelos 50 anos da morte do antigo atleta Luciano Jorge Fernandes. A partida será no José Arcanjo pelas 15h30, rumo ao Cemitério Municipal.

Foi há exactamente cinquenta anos que aconteceu esta tragédia no futebol português e que marcou especialmente a então Vila de Olhão da Restauração. Aos 26 anos, o valoroso defesa central transferido para o Benfica três épocas antes, faleceu na banheira de massagens, vítima de um curto-circuito.

Conforme se pode ler numa entrevista José Augusto, um dos elementos dessa equipa encarnada ao MAIS FUTEBOL  em 2013, foi Jaime Graça que reagiu rapidamente e desligou o quadro eléctrico, conseguindo salvar outros colegas da morte, como Eusébio, Carmo Pais e Malta da Silva.

A equipa do Benfica acompanhou o transporte do corpo para funeral em Olhão, no dia 7 de Dezembro de 1966, cerimónia que José Augusto descreveu como «uma coisa impressionante». Nas décadas seguintes, sempre que o Benfica jogou no Algarve, perto da nossa cidade, a visita ao cemitério para deixar uma coroa de flores foi um dado adquirido.

Olhão chorou a morte de um dos seus grandes desportistas, internacional português por duas vezes (ao serviço da selecção B e dos sub-21, conforme se pode ver no site da FPF)  e em breve o clube irá promover também uma exposição e uma tertúlia em sua memória na Sala de Troféus Eng.º Vitor Neves em data a anunciar brevemente.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.