OLHANENSE, 2 – ACADÉMICO DE VISEU, 2

A formação rubro-negra perdeu hoje uma boa oportunidade de regressar aos triunfos, mas ao mesmo tempo só se pode queixar de si própria por ter deixado escapar a preciosa vantagem.

Os forasteiros adiantaram-se no marcador bem cedo, num lance infeliz do “capitão” Materazzi, que introduziu a bola na própria baliza, mas a partir daí o Olhanense embalou para uma boa exibição e perto do intervalo Murilo empatou, na marcação de uma grande penalidade que puniu falta sobre Galassi (mais uma).

Aos vinte minutos da etapa complementar Murilo voltou a marcar, aproveitando erro defensivo dos viseenses e colocando justiça no marcador. Pouco tempo depois o nosso técnico optou por uma postura mais defensiva, retirando de uma assentada (dupla substituição, quando já tinha feito a primeira) os dois avançados, que bastante trabalho estavam a dar à defesa contrária.

A cerca de dez minutos do final da partida consentimos o golo da igualdade, que não espelhou o que se passou em campo durante a maior parte da partida.

FICHA DO JOGO:
Estádio José Arcanjo, em Olhão
Árbitro: João Matos (AF Viana do Castelo)

OLHANENSE: Moreira; Rodolfo Lourenço, Materazzi, Coubronne, Tiago Duque e Leandro Borges; Giraldo (João Oliveira, 58′), Virga e Galassi; João Falque (Gonzalez Prado, 71′) e Murilo (Coelho, 71′);
Treinador: Cristiano Bacci
Suplentes não utilizados: Tiago Maia (GR), Fábio Marinheiro, Lucas Morelatto e Said

ACADÉMICO DE VISEU: Ricardo Janota; Tomé, Tiago Gonçalves (Carlos Eduardo, 69′), Bura e Tiago Costa; Romeu Ribeiro (Alex Porto, 62′), Capela, e Gradíssimo; Tiago Borges (Fábio Martins, 72′), Forbes e Bruno Carvalho;
Treinador: Ricardo Chéu
Suplentes não utilizados: Ruca (GR), Mathaus, João Ricardo e Clayton

Amarelos: Tiago Costa (24′ e 89′), Materazzi (34′), Tiago Gonçalves (38′), Romeu Ribeiro (52′), João Oliveira (77′) e Bura (84′)
Vermelho: Tiago Costa (89′), por acumulação

GOLOS:
0-1 por Materazzi (12′) N.P.B.
1-1 por Murilo (39′) G.P.
2-1 por Murilo (64′)
2-2 por Forbes (78′)

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.