OLHANENSE, 0 – BELENENSES, 1

FOTO: Mais Futebol

FOTO: Mais Futebol

Numa tarde que se esperava bastante chuvosa (o que não se confirmou) e num relvado muito melhor do que nos últimos tempos, o Olhanense foi afastado da Taça de Portugal num jogo em que só se pode queixar de si próprio.

O Belenenses não apresentou alguns dos principais titulares o que talvez também tenha contribuído para que não se notasse diferença de escalão no futebol produzido pelas duas equipas.

O tento que valeu a vitória aos “azuis” foi obtido no seu primeiro lance de perigo, numa jogada muito confusa na sequência de um pontapé de canto. O golo surgiu a cerca de dez minutos do intervalo, e quase em cima do descanso o Olhanense teve uma ocasião soberana para igualar, uma grande penalidade sobre Galassi, mas Said permitiu a defesa do guarda-redes adversário.

Ricardo Ribeiro, que se estreou no clube lisboeta em jogos oficiais e que na segunda metade da temporada passada brilhou ao nosso serviço (não se compreende como a SAD rubro-negra contratou um guardião desta valia por escassos meses, apostando prontamente no atleta mal chegou, para depois deixá-lo sair a custo zero…) e que esta tarde voltou a brilhar no José Arcanjo. Defendeu tudo o que havia para defender, e sendo assim só nos podemos queixar da inoperância dos nossos jogadores, que tudo deixaram em campo, mas que não conseguiram desfeitear o seu antigo colega.

FICHA DO JOGO:
Estádio José Arcanjo, em Olhão
Árbitro: Bruno Esteves (AF Setúbal)

OLHANENSE: Tiago Maia; Rodolfo Lourenço, Materazzi, Coubronne, Tiago Duque e Leandro Borges; Galassi, Lucas Morelatto e João Oliveira (Murilo, 63′); Gonzalez Prado (João Falque, 79′) e Said (Coelho, 79′);
Treinador: Cristiano Bacci
Suplentes não utilizados: Moreira (GR), Baldé, Fábio Marinheiro e Douglas Cordeiro

BELENENSES: Ricardo Ribeiro; Geraldes, Gonçalo Silva, Gonçalo Brandão e Filipe Ferreira; Ricardo Dias, Ruben Pinto, Tiago Silva (Traquina, 88′) e Kuca; Tiago Caeiro (Luís Leal, 70′) e Fábio Nunes (Sturgeon, 59′);
Treinador: Ricardo Sá Pinto
Suplentes não utilizados: Filipe Mendes (GR), André Sousa, Betinho e João Afonso

Amarelos: Ricardo Dias (22 minutos), Gonçalo Silva (45), Ruben Pinto (75), Coubronne (76), Gonzalez Prado (78), João Falque (80), Lucas Morelatto (88) e Filipe Ferreira (90)

GOLO:
0-1 por Ricardo Dias (34′)

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.