ALMANCILENSE, 0 – OLHANENSE, 2 (TAÇA DE PORTUGAL)

A formação rubro-negra venceu, em Salir, o Almancilense por dois golos sem resposta numa partida que ficou “decidida” perto do final da primeira metade, com golos de Murilo e de Coelho.

Ambos os tentos foram obtidos de bola parada, o primeiro de grande penalidade e o segundo de livre directo. Bacci fez algumas alterações na equipa, fazendo descansar principalmente elementos da defesa, onde se estrearam Coubronne e Guilherme. Na etapa complementar estreou-se também o avançado brasileiro João Falque, cedido pelo Estoril.

Murilo celebra o primeiro golo (FOTO: Página oficial de “Facebook” do SCO)

FICHA DO JOGO:
Campo Joaquim António Teixeira, em Salir
Árbitro: Tiago Martins (AF Lisboa)

ALMANCILENSE: Joel Rosário; Pedro Caeiro (Davide Justo, 45′), Yaka Medina, Anselmo e Bruno Silva; Fábio Teixeira, Augustin Billa (D’Avila, 70′), Atabu e Jaime Pacheco (Sele Davou, 45′); Fábio Marques e Juliano;
Treinador: Mário Júnior “Marito”
Suplentes não utilizados: Nelson Cruz (GR), Raul Carminho, André Tonon e Filipe Nunes

OLHANENSE: Tiago Maia; Douglas Cordeiro, Coubronne, Fábio Marinheiro e Guilherme; Giraldo e Lucas Morelatto; Coelho, Murilo e Januário; Said;
Treinador: Cristiano Bacci
Suplentes não utilizados: Moreira (GR), Tiago DuqVirga e Gonzalez Prado

Amarelos: Pedro Caeiro (16′), Joel Rosário (37′), Douglas Cordeiro (48′), Lucas Morelatto (58′) e Juliano (88′)

GOLOS:
1-0 por Murilo (37′), de G.P.
2-0 por Coelho (44′)

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.