OLHANENSE, 3 – CHAVES, 0

Grande vitória, por números que não se esperavam mas inteiramente merecidos, na melhor exibição da época.

Ao contrário do que foi habitual nos últimos jogos, o Olhanense tomou a iniciativa de jogo desde os primeiros minutos e criou várias oportunidades para abrir o activo ainda na primeira parte.

Contudo, o primeiro só surgiu após o intervalo, na sequência de uma grande arrancada de Adilson, que ofereceu “de bandeja” o golo a Femi Balogun. O segundo tento surgiu na sequência de um livre directo, superiormente marcado por Galassi.

a dez minutos do fim o jovem Murilo ainda fez o terceiro, em mais uma bonita jogada de combinação do ataque rubro-negro, frente a um Desportivo de Chaves que pouco perigo criou e que não justificou neste jogo a posição que ocupa na tabela classificativa.

A jornada foi duplamente positiva para as nossas cores, pois as duas equipas atrás de nós na classificação foram derrotadas e conseguimos, assim, aumentar a distância para a chamada “linha de água”.

FICHA DO JOGO:
Estádio José Arcanjo, em Olhão
Árbitro: Tiago Martins (AF Lisboa)

OLHANENSE: Ricardo Ribeiro; Duarte Machado, Diakhité, Nuno Diogo e Coubronne; Diogo Melo e Rodrigo António; Giraldo (Mastriani, 87′), Femi Balogun e Galassi (Pedrelli, 82′); Adilson (Murilo, 65′);
Treinador: Cristiano Bacci
Suplentes não utilizados: Svedkauskas (GR), Weldon, Faye Balla e David Viana

CHAVES: Stefanovic; Sagna, Ícaro, Miguel Ângelo e João Vicente; Siaka Bamba (João Reis, 70′), Raphael Guzzo, Patrão e Hugo Santos (Arnold, 54′); Luís Pinto e João Vieira (Barry, 54′);
Treinador: Carlos Pinto
Suplentes não utilizados: Paulo Ribeiro (GR), João Góis, Bruno Magalhães e Stéphane Madeira

Amarelos; Adilson (31′), Giraldo (33′), Nuno Diogo (33′), Sagna (36′), Siaka Bamba (41′), João Vicente (66′), Raphael Guzzo (72′), Ícaro (74′) e Murilo (82′)

GOLOS:
1-0 por Femi Balogun (47′)
2-0 por Galassi (68′)
3-0 por Murilo (81′)

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.