DESPORTIVO DAS AVES, 0 – OLHANENSE, 0

Na jornada em que finalmente se acertou calendário (todas as equipas têm, agora, o mesmo número de jogos) os rubro-negros trouxeram um ponto do norte do país que permite manter a mesma distância pontual (seis pontos) da chamada “linha de água” que tinha amealhado com a vitória de Sábado.

As crónicas da partida relatam que o melhor em campo foi o guardião adversário, o veterano internacional Quim, que guardou bem a sua baliza, principalmente na segunda parte, pois a sua equipa viu-se reduzida a dez unidades perto do intervalo.

Tal como ser lido quer na imprensa nacional como o RECORD, como no site de notícias local, SANTO TIRSO DIGITAL.

FOTO: "Santo Tirso Digital"

FOTO: “Santo Tirso Digital”

Estádio do CD das Aves, na Vila das Aves
Árbitro: Cosme Machado (AF Braga)

AVES: Quim; Leandro, Miguel Vieira, Ginho e Jorge Ribeiro (Renato Reis, 81′); Romaric, Luís Manuel, Zé Valente (Grosso, 46′) e Rafinha; Platiny (André Dias, 60′) e Pedro Pereira;
Treinador: Emanuel Simões
Suplentes não utilizados: Rui Faria (GR), Junior Pius, Rúben Neves e Jorge Chula

OLHANENSE: Ricardo Ribeiro; Duarte Machado, Nuno Diogo, Diakhité e Coubronne (Ponce, 80′); Rodrigo António, Diogo Melo e Galassi; Adilson (Weldon, 65′), Murilo (Gonzalez, 72′) e Femi Balogun;
Treinador: Cristiano Bacci
Suplentes não utilizados: Svedkauskas (GR), Giraldo, Pedrelli e Balla

Amarelos: Diakhité (30′), Ginho (32′ e 38′), Rafinha (48′), Weldon (65′) e Leandro (82′)
Vermelho por acumulação: Ginho (38′)

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.