JORGE PAIXÃO CRITICA OS ADEPTOS DO OLHANENSE

Início do jogo de ontem

Início do jogo de ontem

O treinador que na pré-época chegou a ter tudo acertado para orientar o nosso clube e depois decidiu dar outro rumo à sua carreira (onde acabou por durar pouco tempo) já tinha deixado duras críticas a vários aspectos do funcionamento do Olhanense após o seu primeiro jogo (derrota frente ao Oriental, adversário que cerca de um mês antes derrotámos confortavelmente em sua própria casa para o campeonato, ainda com António Conceição na liderança).

Agora, após um empate a zero frente a um adversário que podíamos e devíamos ter derrotado, decidiu criticar também os adeptos, conforme se pode ler em declarações publicadas no site do jornal RECORD.

Se é para entrar em comparações, provavelmente os nossos adeptos também poderão retorquir que, mesmo no seu jogo de estreia frente ao Oriental e até neste frente ao Beira-Mar, Jorge Paixão também não demonstrou o mesmo “calor” que tinha demonstrado na época passada, quando orientou o Sporting de Braga no José Arcanjo (nessa tarde até se envolveu em várias picardias com alguns dos nossos atletas, durante e no final do jogo, que teve transmissão televisiva em directo).

A memória e as opiniões deste treinador parecem variar muito em curtos espaços de tempo, pois no seguimento dessa partida (polémica) em Olhão, quando não tinha emprego assegurado para a época seguinte, afirmou que «foi um bom espetáculo, também pelo público, apaixonado e entusiasta, que vive muito o seu clube, com muita paixão. Desejo sinceramente que o Olhanense se mantenha na Liga», como se pode ler num artigo da altura no MAIS FUTEBOL.

Provavelmente também agora já anda a preparar terreno e a tentar cair nas boas graças de onde lhe parece haver mais dinheiro no momento, mas para já este técnico deveria preocupar-se apenas com a sua área funcional e em fazer o seu trabalho, pois não tem qualquer capital moral ou de mérito profissional para poder falar assim dos adeptos do emblema que representa (e que pelos vistos não tem noção do momento que o Olhanense atravessa) ou mesmo de outros adeptos de outros clubes.

É que, recorde-se, foi apenas no decorrer da temporada passada que chegou aos escalões profissionais do futebol português, como facilmente se pode ver pelo seu TRAJECTO na última década. Com apenas 10 jogos no escalão principal em 10 anos de carreira como treinador principal, ainda terá muito a provar para poder criticar comportamentos dos adeptos antes de mostrar um resultado positivo que seja no clube em que se encontra.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.