UM DERBY QUE JÁ É MAIS DO QUE CENTENÁRIO

Deixámos um apontamento sobre um facto publicado num artigo do jornal RECORD com o título «Rivalidade histórica à beira do centenário» onde se pode ler que o primeiro jogo entre as duas equipas teria sido apenas em 1914, quando as nossas pesquisas e fontes apontam para que isso tenha acontecido dois anos antes. Ora se nos arriscamos ou atrevemos a “rectificar” algo publicado num diário desportivo de tamanha importância a nível nacional é porque temos documentação objectiva sobre isso.

O nosso site tem mais de uma década de pesquisas efectuadas (algumas delas ainda nem publicadas por estarem incompletas ou carecendo de confirmações) em arquivos municipais e distritais e bibliotecas e hemerotecas nacionais e estrangeiras, como fizemos recentemente no artigo sobre a digressão a Gibraltar em 1922. Porém, neste caso nem é necessário ir tão longe.

É certo que existe uma publicação relativamente recente (já do presente século) onde se pode ler que os dados encontrados sobre o jogo mais antigo entre os dois clubes é um encontro amigável disputado a 4 de Outubro de 1914, mas diz apenas isso e não nega que existiram jogos anteriormente.

Existem, no entanto, outras publicações da época ou sobre a época, que qualquer pessoa pode ainda hoje consultar, não é necessário desenterrar nada nem ninguém. Um bom exemplo é o livro “História do Sporting Clube Olhanense – Relatada Pelo Seu Principal Fundador”, da autoria do primeiro capitão do nosso clube, Armando Amâncio, que está disponível para consulta em várias bibliotecas de norte a sul do país. Aí é referido que após ser lavrada a acta da fundação, o que acontece em Abril de 1912, o Olhanense faz o primeiro jogo da sua história «algumas semanas depois», frente ao Sporting Clube Farense e perde esse mesmo jogo, sem ser especificado o resultado.

Pode ler-se ainda que na altura se seguiram mais jogos entre o já fundado Sporting Clube Olhanense e as duas principais equipas da capital o Sporting Clube Farense e a Associação Académica de Faro. Para nós algo escrito por um dos fundadores do Olhanense tem muita importância, apesar de infelizmente a sua fotografia até aparecer trocada com a do seu irmão, cem anos mais tarde, exactamente onde isso não deveria acontecer.

Uma das fotografias mais antigas de uma equipa do nosso clube. Mais à esquerda está Joaquim Amâncio, de fato, e mais à direita o seu irmão, Armando Amâncio (fundador e primeiro capitão), com a camisola rubro-negra.

Parte superior se uma das fotografias mais antigas do Olhanense. Mais à esquerda está Joaquim Amâncio (não está equipado, pensamos que era um dos dirigentes da altura, ou possivelmente o orientador da equipa) e mais à direita na imagem o seu irmão, Armando Amâncio (fundador e primeiro capitão, com a camisola rubro-negra).

Sem querermos entrar em polémicas, o nosso único reparo é que se quisermos recordar o primeiro jogo dito oficial, na óptica de uma competição ou de um torneio, realmente temos que “esperar” pelo início dos anos vinte quando começou a ser disputado o Campeonato do Algarve.

E podemos até adiantar que nesse caso estaríamos a falar de um empate (2-2) disputado a 5 de Março de 1922 (e também podemos referir que José Arcanjo jogou pelo nosso clube nessa partida), mas como também existem algumas referências a um pioneiro Campeonato do Algarve disputado na época 1914/15 sobre o qual há pouquíssimas referências (a não ser que o Farense reclama esse título), também não o afirmamos com absoluta certeza. Existem, dessa altura, mais dados sobre uma prova disputada em Tavira entre 1915 e 1917, e também com uma denominação e propósito similar, mas nessa o Farense não participou e o Olhanense foi o vencedor de todas as edições.

No entanto, se a referência é a jogos ditos amigáveis ou particulares (ao qual se refere o artigo), e ao verdadeiro primeiro jogo entre os dois clubes, então existem documentos escritos que os dois emblemas se defrontaram antes de 1914, e várias vezes até. Neste caso dois anos antes mais concretamente, e provavelmente no mês de Março de 1912.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.