OLHANENSE, 1 – TONDELA, 1 (TAÇA DA LIGA)

Numa tarde em que apenas cerca de meio milhar de adeptos compareceram, a resposta dada pela formação rubro-negra (com apenas dois suplentes e o jovem Murilo a actuar como ponta-de-lança) foi bastante positiva, e bastante aplaudida pelos seus apoiantes.

O Olhanense dominou especialmente na primeira parte, em que poderia ter marcado, mas nenhuma das duas equipas conseguiu marcar até bem perto do final. A quatro minutos dos noventa o lateral esquerdo André Pires teve um momento de inspiração e disparou um autêntico míssil ao ângulo da baliza forasteira, cujas imagens em VÍDEO falam por si.

durou pouco a vantagem rubro-negra, pois na sequência de um livre em que a bola ainda bate na barreira e atraiçoa o guardião Tiago Maia, o Tondela chegou ao empate. O nosso treinador, e principalmente o “capitão” Paulo Regula, mostraram-se bastante revoltados no final da partida com o técnico adversário, alegando falta de “fair play”, pois num lance anterior à falta que deu origem ao golo os visitantes não terão devolvido a bola.

Estádio José Arcanjo, em Olhão
Árbitro: João Capela (AF Lisboa)
Assistência: 568 espectadores

OLHANENSE: Tiago Maia; Giraldo, Vítor Bastos, Nuno Diogo (Faye Balla, 28′) e André Pires; Celestino, Semedo e Regula; Femi Balogun, Gonzalez Prado e Murilo (Pedrelli, 75′);
Suplente não utilizado: Leandro Turossi (GR)
Treinador: António Conceição
Amarelo: Faye Balla (59′)

TONDELA: Rui Nereu; Edu, João Pica, Vítor Alves e Pedro Araújo; Fábio Pacheco e Bruno Monteiro; Ruben Saldanha (Amar Zilozovic, 59′), Luís Machado (Marco Aurélio, 69′) e Piojo; Tozé Marreco (Joel, 78′);
Suplente não utilizado: Cláudio Ramos (GR), Pedrosa, Deyvison e Tiago Barros
Treinador: Carlos Pinto
Amarelos: Tozé Marreco (20′) e Fábio Pacheco (66′).

GOLOS:
1-0 por André Pires (86′)
1-1 por Amar Zilozovic (90’+04′)

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.