OS “NOSSOS” MUNDIALISTAS: ANTHONY SERIC

seric_croaciaO atleta que representou o nosso clube com mais presenças em fases finais do campeonato do mundo passou por Olhão na última temporada. Falamos de Anthony Seric, um veterano que completou 34 anos no início deste ano e que tinha chegado em Novembro como jogador livre, para colmatar a lacuna do plantel rubro-negro na posição de lateral esquerdo.

Pouco tempo depois de assinar, estreou-se a titular, na derrota com a Académica no Estádio Algarve, quando o técnico era Paulo Alves. Fez mais três jogos nas jornadas seguintes (viu um cartão vermelho frente ao Rio Ave, ficando um jogo de fora), e em Janeiro, na altura em que chegou Galderisi para o comando técnico, lesionou-se. Só voltaria ao lote de convocados no mês seguinte, mas não voltou a ser utilizado, sendo suplente em três ocasiões, a última das quais frente ao Belenenses, a 9 de Março. Cinco dias depois foi anunciada a sua rescisão de contrato e possível abandono definitivo da carreira de futebolista, como se pode ler no site do RECORD.

Apesar de ter alinhado apenas em quatro jogos pelo nosso clube, não deixa de ser um dos atletas com maior currículo que por cá passou. Nasceu na Austrália, onde começou a jogar no AIS Camberra, e ainda muito jovem foi para o Hajduck Split, um dos maiores emblemas do país dos seus pais, e pelo qual foi internacional. Esteve vários anos em Itália (ao serviço do Parma, do Verona, do Brescia e da Lazio de Roma), jogando depois também na Grécia e na Turquia.

Esteve em três mundiais seguidos pela Croácia (1998, 2002 e 2006), mas curiosamente não chegou a jogar qualquer jogo, sendo por isso mesmo considerado um dos jogadores mais azarados na história da competição.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.