OLHANENSE, 1 – VITÓRIA DE GUIMARÃES, 2

Continua a “maldição” dos jogos em casa. Mesmo dominando na primeira parte, com uma exibição bastante positiva, os forasteiros conseguiram adiantar-se no marcador perto do intervalo, nas duas primeiras oportunidades de verdadeiro perigo que criaram.

Na etapa complementar o Olhanense fez tudo para remar contra a maré, e aos 65 minutos o histórico Djalmir voltou aos golos de rubro-negro, num cabeceamento ao seu melhor estilo. A equipa criou mais algumas chances, mas só conseguiu voltar a introduzir a bola na baliza vimaranenses num dos últimos lances do jogo, por Evandro Brandão. Contudo, o árbitro auxiliar considerou, erradamente, que o avançado olhanense estava em posição de fora de jogo, negando um precioso e merecido ponto que tanta falta nos poderá vir a fazer. No final, obviamente, houve forte contestação do nosso lado, tanto por parte dos adeptos como dos intervenientes na partida.

FICHA DO JOGO:
Estádio José Arcanjo, em Olhão
Árbitro: Hugo Pacheco (AF Porto)
Assistência: 1.238 espectadores

OLHANENSE: Bracalli; Luís Filipe, Vasco Fernandes (entra Evandro Brandão, 75′), André Micael e Babanco; Fernando Alexandre e Lucas Souza; Targino, Rui Duartee Terroso (Djaniny, 52′); Leandro (Djamir, 61′);
Treinador: Manuel Cajuda
Suplentes não utilizados: Bruno Veríssimo (GR), Nuno Reis, David Silva e Ivanildo
Amarelos: Lucas Sousa (72′) e Targino (82′)

V. GUIMARÃES: Douglas; Alex, N’Diaye, Paulo Oliveira e Addy; Leonel Olímpio e André André (El Adoua, 76′); Marco Matias (Crivellaro, 61′), Tiago Rodrigues e Soudani (Machis, 89′); Baldé;
Treinador: Rui Vitória
Suplentes não utilizados: Miguel Palha (GR), Fábio Fortes, Gonçalo e Touré
Amarelos: André André (26′) e Marco Matias (50′)

GOLOS:
0-1 por Soudani (38′)
0-2 por Soudani (41′)
1-2 por Djalmir (65′)

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.