ESTORIL-PRAIA, 3 – OLHANENSE, 3

Clique na imagem para ler a crónica no "Mais Futebol"

FOTO: maisfutebol.iol.pt

Ao terceiro jogo Manuel Cajuda conquistou o seu primeiro ponto no campeonato. O resultado acaba por ser positivo, dadas todas as condicionantes previamente conhedidas, não só as lesões e ausências forçadas, mas também pelo que aconteceu no relvado.

Os rubro-negros estiveram sempre em desvantagem, sendo os dois primeiros golos da equipa da casa marcados através de grandes penalidades, transformadas pelo nosso antigo atleta Steven Vitória.

Depois do primeiro pénalti aos 9 minutos, Targino empatou a contenda, mas novo castigo máximo antes do intervalo colocou o Estoril novamente em vantagem.

No primeiro minuto após o reatamento Evandro aumentou a vantagem caseira, numa jogada de desacerto defensivo da nossa equipa, mas Maurício (num regresso que se saúda) reduziu, na sequência de um livre lateral.

Aos 68 minutos surgiu o lance que gerou polémica e que ditou o resultado final, quando o árbitro considerou que existiu motivo para grande penalidade num lance na área do Estoril, que ficou reduzido a 10 unidades, por expulsão do defesa Anderson que terá cortado a bola com a mão.

Rui Duarte converteu em golo, o que valeu um precioso e suado ponto para as nossas cores.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.