BENFICA, 2 – OLHANENSE, 1

Golo madrugador marcou a partida (Foto: "Correio da Manhã")

O início do jogo foi um autêntico pesadelo para a equipa rubro-negra, que sofreu o golo mais rápido da Liga até ao momento, ainda nem um minuto da partida estava jogado.

O segundo tento benfiquista, pouco depois, fez pairar o espectro da goleada, mas até ao intervalo não existiu mais nenhuma alteração no marcador, mas o Olhanense esteve verdadeiramente “ausente” nos primeiros quarenta e cinco minutos.

Na etapa complementar o cenário alterou-se, Daúto Faquirá mudou o esquema táctico (do habitual 4-2-3-1 para 4-3-3) e Wilson Eduardo na primeira jogada do segundo tempo reduziu a desvantagem, correspondendo positivamente a um belo cruzamento de João Gonçalves.

Até final o Benfica dominou, poderia ter aumentado a contagem, mas os rubro-negros estiveram mais perigosos nas suas iniciativas atacantes e nos últimos instantes Djalmir poderia até ter marcado o golo do empate, valendo um corte in extremis do seu compatriota Luisão.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.