ESTORIL-PRAIA, 4 – OLHANENSE, 3

Terceiro jogo do Olhanense na Amoreira para a Taça da Liga nas três últimas épocas e… terceira derrota! Esperemos que os rubro-negros consigam quebrar este “enguiço” no jogo da 2.ª mão no José Arcanjo.

A partida foi interrompida ao quarto de hora, quando estava 0-0, devido a um apagão que durou vinte minutos. As equipas recolheram ao balneário, e o regresso ao relvado vinte minutos depois não poderia ter sido melhor para os poucos espectadores presentes no recinto: sete golos e alternância no marcador.

Os estorilistas marcaram primeiro, num remate a trinta metros da baliza de Bruno Veríssimo, mas em dois minutos o Olhanense deu a volta ao marcador. Primeiro marcou Toy (na recarga a uma grande penalidade marcada por Djalmir, que o guardião da casa defendeu) e depois Ivanildo (num reamte que ainda tabelou num defesa contrário).

Ainda antes do intervalo os da casa voltaram a empatar, através de um livre directo, marcado ao ângulo pelo nosso ex-atleta Steven Vitória.

Na etapa complementar os rubro-negros voltaram a adiantar-se (Djalmir fez o primeiro golo oficial da época, de cabeça, correspondendo da melhor maneira a um centro de Ivanildo), mas permitiram o empate dez minutos depois, através de uma grande penalidade, com Steven Vitória a bisar.

A cinco minutos do final da partida o Estoril fez o 4-3 que fechou a contagem, novamente num lance de bola parada: o recém-entrado Carlos Eduardo marcou de livre directo.

FICHA DO JOGO:
Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril
Árbitro: Bruno Esteves (AF Setúbal)
Assistência: 250 espectadores

ESTORIL-PRAIA: Vagner; Vítor Moreno (Erick, 69′), Bruno Nascimento, Steven Vitória e Tiago Gomes; Gonçalo Santos, Diogo Amado (Alex Hauw, 84′), Licá e Pedro Moreira; Fabrício e Bruno di Paula (Carlos Eduardo, 77′);
Treinador: Marco Silva
Suplentes Não Utilizados: Mário Matos (GR), Gerso, Adilson e Tinoco
Amarelos: Diogo Amado (31′) e Gonçalo Santos (45’+01′)

OLHANENSE: Bruno Veríssimo; João Gonçalves, André Pinto, Maurício e Vítor Vinha; Fernando Alexandre e Cauê; Toy (Yontcha, 86′), Rui Duarte e Ivanildo (Salvador Agra, 79′); Djalmir (Nuno Piloto, 79′);
Treinador: Daúto Faquirá
Suplentes Não Utilizados: Ventura (GR), Regula, Mateus e Figueroa
Amarelos: Maurício (63′) e Vítor Vinha (65′)

GOLOS:
1-0 por Vítor Moreno (26′)
1-1 por Toy (32′)
1-2 por Ivanildo (33′)
2-2 por Steven Vitória (38′), de G.P.
2-3 por Djalmir (51′)
3-3 por Steven Vitória (65′)
4-3 por Carlos Eduardo (85′)

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.