TAÇA DA LIGA: OLHANENSE, 0 – MARÍTIMO, 1

FOTO: Luís Forra/Lusa (in "Correio da Manhã")

Os rubro-negros despediram-se da Taça da Liga com a terceira derrota em três jogos nesta fase da competição. Apesar do jogo já ter pouco interesse do ponto de vista desportivo para nós, os adeptos rubro-negros apareceram em bom número, dadas as condicionantes (muito frio e transmissão televisiva de jogos do Benfica e Real Madrid à mesma hora).

Cerca de um milhar de espectadores viram Daúto Faquirá iniciar a partida com um esquema táctico diferente do habitual (um trinco apenas e dois pontas-de-lança) e perder pela primeira vez no seu reduto em jogos oficiais esta temporada. Antes da partida eramos a única equipa dos escalões profissionais invicta em todos as provas no seu próprio terreno, visto que o FC Porto perdeu com o Nacional em casa nesta mesma competição.

O jogo foi disputado, mas nem sempre bem jogado. O Marítimo dispôs de um par de oportunidades na primeira parte, mas o regressado Bruno Veríssimo respondeu sempre à altura, como é seu timbre. O golo madeirense chegou na etapa complementar, por Danilo Dias aos 60 minutos, e ditou o resultado final, que nada serviu à sua equipa, pois o Benfica venceu na Vila das Aves por 4-0 e apurou-se paraa meia-final.

O Olhanense mexeu na equipa, colocou em campo Djalmir e a habitual ala direita, João e Jorge Gonçalves, e conseguiu criar algumas ocasiões para empatar, porém pecando semprena finalização.

FICHA DO JOGO:
Estádio José Arcanjo, em Olhão
Assistência: 956 espectadores
Árbitro: Bruno Esteves (AF Setúbal)

OLHANENSE: Bruno Veríssimo; Maynard (João Gonçalves, 57′), Maurício, Mexer e Ismaily; Cadú (Jorge Gonçalves, 64′), Nuno Piloto e Fernando Alexandre e Lulinha; Adilson (Djalmir, 72′) e Yontcha;
Treinador: Daúto Faquirá.
Amarelos: Fernando Alexandre (44′) e Lulinha (44′)

MARÍTIMO: Marcelo; Briguel, João Guilherme, Robson e Luís Olim; Roberto Sousa; Ricardo Esteves (Marquinho, 67′), Danilo Dias (Alonso, 72′), Tchô (Rafael, 86′) e Heldon; Cherrad;
Treinador: Pedro Martins.

GOLOS:
1-0 por Danilo Dias (59′)

CRÓNICAS DE IMPRENSA:
O Jogo: “Primeira derrota em jogo a feijões”
Mais Futebol: “Vitória de pouco valeu”
Correio da Manhã: “Marítimo foi melhor em jogo sonolento”
Jornal da Madeira: “Roubar invencibilidade em Olhão”
Região Sul: “Olhanense fecha presença na Taça da Liga com mais uma derrota”

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.