DAÚTO FAQUIRÁ: «VITÓRIA SUPER-SABOROSA»

O técnico olhanense considerou após a partida que foi «um jogo de sofrimento. Quando fiz a antevisão do jogo, já sabia que ia ser bastante complicado. Nós encontrámos um opositor que se revelou um conjunto muito homogéneo, fortíssimo nas transições, com 19 pontos como nós, e ia ser muito difícil, pois o treinador disse que vinham a Olhão para ganhar. Preparámo-nos bem, mesmo com pouco tempo para o fazer. O jogo não nos começou a correr de feição, sofremos um golo, obrigando a equipa a esforço redobrado. A vitória, como aconteceu, com todas as contingências e dificuldades, com jogadores em inferioridade física (Maurício, Paulo Sergio, Adilson, que não entrou), e perante este quadro, deixa-me satisfeito, pelo carácter dos jogadores e perante um adversário que fez jus ao que já esperávamos. Foi uma vitória super saborosa para nós e estamos mais perto do que queríamos.»

Nas declarações dos dois técnicos publicadas pelo site MAIS FUTEBOL, o líder dos “estudantes”, José Guilherme, considera que a grande penalidade foi mal assinalada, e confrontado com essa opinião, Daúto Faquirá afirmou: «Tenho sempre visão dos lances. A análise que faço desses dois lances, assim como dos foras-de-jogo em que Djalmir ia partir isolado, tal como o do golo anulado ao Jorge Gonçalves, tenho visão sobre eles, mas guardo sempre para mim essa visão.»

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.